"Ela é humana, rapaz.."


Hoje vamos falar dela: a garota, a menina moça, a senhorita, a mulher... Rótulos é o que menos importa, afinal é impossível rotular alguém que é um pouco de tudo! Carente, louca, namoradeira, insegura, carinhosa, ciumenta, fofa, baixinha, ela é um Universo aberto com inúmeras características complexas demais comparado à simples adjetivos. 

Não é supersticiosa, porém acredita em signos... Na real, nem ela mesma entende o que se passa na própria cabeça, mas ao contrário do que parece não pensa duas vezes em ajudar os outros quando possível. Seu extinto acolhedor é enorme assim como sua empatia, faz de tudo para se colocar no lugar do outro e entender melhor a situação antes de sair apontando o dedo, como muitos fazem por aí... Ela odeia errar com as pessoas por isso é compreensiva e tenta ser o mais justa possível - a vida já é um tanto injusta, por quê temos que ser também?

Sonhadora, no fundo ela é uma artista em desenvolvimento - digamos assim - procura sempre passar o que está sentindo ou pensando através de seus projetos que poucos têm o prazer de ver. Seu hobbie favorito é desenhar o próprio futuro, fazendo um filme em sua cabeça enquanto seu corpo trabalha no modo automático. Gosta de fazer varias coisas ao mesmo tempo e com tantas pra pensar, planejar, as vezes se confunde e se atrapalha toda, no entanto isso faz parte dela.
Seu maior sonho é mochilar pelo mundo, conhecer diversas culturas, pessoas diferentes, compartilhar sua trajetória e claro, muito bem acompanhada de alguém que tenha o mesmo espirito aventureiro pra convencê-la a embarcar nessa... Pode não parecer mas ela sonha com os pés no chão.

Sempre tenta dar uma passo na frente do outro, organizando em ordem todas os seus afazeres diários mesmo que não chegue a realizar nenhum, porém essa mulher é teimosa, quando insiste em algo, faz com gosto! Na verdade ela é mais de observar do que agir... Em boa parte das situações permanece quieta e pianinho no seu mundo zen, se preparando aos poucos pra dar o bote, com ela é "bateu, levou"! Nunca foi famosa por ter o "pavio curto", antes que sua paciência esgote se segura o máximo para não deixar extravasar seu lado obscuro que muitos não conhecem. Não é violenta, mas luta pelo o que acredita e não se deixa levar pela opinião alheia.

Ela adora proteger o que é seu, incluindo os poucos amigos que com facilidade pode contar nos dedos. Talvez um pouco ciumenta - é difícil admitir quando queremos a atenção da pessoa só pra gente - mas também acha feio esse sentimento de posse, então equilíbrio é o que a define.

Independente e quase totalmente segura de si, tenta demonstrar que não precisa de ninguém mesmo sabendo que todas nós precisamos. E quando digo alguém não é só pra dividir as contas, trocar a lâmpada da sala ou consertar a pia que está pingando água, quanto à isso ela consegue se virar muito bem. Me refiro àquele alguém que esteja do seu lado, não para escutar e sim para ouví-la nos dias mais nublados do seu cotidiano, que não faça tantas perguntas antes de um abraço, que ame as qualidades, virtudes e principalmente seus defeitos, que são muitos. Sim, ela não é perfeita! E quando fica vulnerável e insegura, espera que esse alguém perceba com seus próprios olhos e dê o amor que toda garota merece. Ela é madura o bastante pra saber que a confiança é uma das bases de um relacionamento duradouro, então não basta ser ouvinte, precisa ser confidente também.

Aparenta ser séria, exibida, quieta, mas poucos tem o privilégio de descobrir o quanto essa menina  é divertida e fala pelos cotovelos - duvido fazê-la ficar calada quando acharem um assunto em comum. Ela é presa em detalhes então cuidado com o que diz, essa garota não gosta de quem promete e não cumpre. Seu lema é: nunca faça com os outros o que não gostaria que fizesse contigo, então nunca esconda nada dela também, pode custar toda a sua confiança que não é nada fácil de ser conquistada. 

Detesta ser comparada com fulana ou ciclana pois essa mulher é única e ai de quem discordar.. Paz e amor mas sabe ser grosseira quando necessário e apesar de ser delicada como um cavalo, é sensível, se importa.. É um pouco de tudo e de tudo um pouco, nem princesa nem caminhoneira, ela é humana, rapaz, e merece respeito.